História

História da FEAAC

Representando mais de 100 mil trabalhadores no comércio e serviços, a FEAAC possui três décadas de lutas pela justiça social e pelos direitos dos trabalhadores. Fazem parte dessa história campanhas salariais, combate às más condições de trabalho, negociações coletivas, protestos, participação política, qualificação profissional, programas sociais e conquistas.

Início

O sonho de criar uma federação surgiu nos meados dos anos 70, quando os trabalhadores viram a necessidade de uma entidade de segundo grau para incentivar e assessorar a fundação de novos sindicatos em diversas cidades do Estado de São Paulo.
Com sete entidades sindicais representando os Empregados de Agentes Autônomos do Comércio e em Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo, a Federação dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio foi fundada em 23 de julho de 1979.
A primeira diretoria efetiva da FEAAC foi composta por Álvaro Fagundes (Sindicato Estadual) como presidente, Geraldo Pompeu (Sindicato de Campinas) como vice, Irineo Debessa (do Sindicato de Santo André) como diretor secretário, Alcebíades Frigo (Sindicato Estadual) como diretor tesoureiro, e Lourival Figueiredo Melo (Sindicato de Santos) como diretor social.
Em fevereiro de 1980, o então presidente Fagundes e o tesoureiro Frigo foram à Brasília para receber das mãos do Ministro do Trabalho, Murilo Macedo, a Carta Sindical da Federação, documento que reconhece a federação como entidade coordenadora das categorias citadas.

Nova fase

No ano de 1993, os dirigentes dos Sindicatos de Americana, Araçatuba, Campinas, Ribeirão Preto e Santos reivindicam uma reforma estatutária, visando novos caminhos para a Federação e fortalecendo a luta pela categoria. A reforma ocorreu em 1º de novembro de 1994, tendo a presidência assumida pelo presidente do SEAAC de Santos, Lourival Figueiredo Melo. Junto com ele, assumem a diretoria Irineo Debessa (vicepresidente), Fernando Bandeira Neto (secretário), Severino José dos Santos (2º secretário), Alcebíades Frigo (1º tesoureiro), Helena Ribeiro da Silva (2º tesoureira) e Valter Armazone Montano (diretor de Relações Sindicais). A partir deste momento, uma nova fase de lutas e conquistas começa a se traçar em prol dos trabalhadores da categoria. Diversas foram as ações que contribuíram para a evolução da FEAAC, das quais se destacam a regularização da Federação junto ao Ministério do Trabalho, o início das negociações coletivas, as campanhas salariais unificadas e a inauguração da nova sede em 1999.

União

No ano de 2000, a criação de diversas secretarias (Administração e Finanças, Social e de Formação Sindical, Comunicação, Assuntos da Mulher, Criança e Adolescente, e de Negociações) fortalece ainda mais a batalha pelos direitos dos trabalhadores e incentiva a ampliação da prestação de serviços aos sindicatos filiados, além da união de esforços com os SEAACs por melhores condições de vida e salários.
A filiação à Força Sindical, em abril de 2002, também tem grande importância para a história da FEAAC, pois traz grande força e expande o trabalho em benefício do trabalhador em diversas áreas. No dia 23 de julho de 2009, a FEAAC comemorou 30 anos de mobilizações, protestos, campanhas, negociações e conquistas. E a cada ano, a Federação integra a esta jornada novos aprendizados, sem esquecer a dignidade e a importância de defender os interesses e resgatar a autoestima do trabalhador.

Topo

© Copyright 2014 - FEAAC - Federação dos Empregados de Agentes Autonômos do Comércio do Estado de SP

Mapa do Site Fale Conosco